sábado, 8 de agosto de 2015

O doce crochê da Henna

Oi gente!!!!!

Tudo bem?
Passeando por aí eu achei um site de uma bela  e talentosa moça, a Henna.
Eu trouxe um pouco do crochê dela . Crochê que eu amo e admiro muito quem faz.

O site dela é o Handy Crafter
É só clicar que vc chega lá pra se deliciar. 
Olha as maravilhas que as mãozinhas dela produzem.





Peças para enfeitar, decorar, organizar... Tudo de bom!!!!!







Olha na mesa, que charme!!!!!






Organizando os tecidinhos e linhas.






No quartinho das crianças!







Lindo!








E no banheiro.







A loja dela.



Viram que doçura e delicadeza?
Combina com tudo.

Visita lá o Blog da Henna!

E vc, também faz artes? Ah, me mostra!

Estou lá na página do Cantinho no Face. 



Beijos a todos que passarem por aqui!!!
Um bom fim de semana, abençoado!

Dani Santos


sexta-feira, 31 de julho de 2015

KD o tempo que estava aqui??? Fases...


Oi gente!!!


Quanto tempo! Tudo bem?
Por aqui tudo em paz,graças a Deus.
Entra, pode sentar.





Quem esteve por aqui viu que eu estava prestes a ter meu bebê, e tive. Está lindo e com 8 meses.  Uma pausa foi necessária pra que a nova fase fosse vivida. Mas aí bateu a saudade e resolvi voltar.

Muitas meninas amigas tiveram bebês também e acabamos conversando e percebendo como as coisas se encaminham com uma nova vida em casa. 




Quando chega um bebê, sendo o primeiro, segundo, terceiro, quarto (!!! rsrsrs) , sempre nasce uma nova mãe. 
No meu caso, sendo meu segundo filho, consigo levar as coisas de forma mais tranquila. As "neuras" já não existem mais e a vida fica mais leve, menos preocupada. 
Mas a correria... ah, a correria não muda! kkkkk Com um bebê em casa nos tornamos maratonistas natas, atletas incomparáveis.





Para o desespero de muitas de nós já não produzimos como antes, já não cozinhamos como antes. Sentar? Ler um livro? Costurar? O que são essas coisas mesmo? rsrsrs  O tempo livre se torna algo preciosíssimo!!!




Amigas, a vida se resume em fases. E quanto mais diferentes essas fases mais  poderemos nos gabar um dia de termos vivido de forma intensa.
Se a vida se tornar uma constante, que graça tem? Que experiências teremos? Que histórias iremos contar?

Para as mamães que conversaram comigo se sentindo improdutivas (e isso é totalmente normal no início) , posso dizer com total certeza: 
Não existirá na sua vida produção maior e melhor que fazer seu ou seus filhos crescerem e verem o mundo de forma saudável.




Tenham orgulho a cada momento que olharem para o espelho de manhã pois é um momento único. Meu bebê, agora com 8 meses, nunca mais terá 4, 5 ou 6. Meu filho de 6 anos nunca mais terá 2, 3 ou 4. 
Por isso, curtir ao máximo deve ser nossa meta. 
Amamentem, observem o crescimento, os olhares, as mãozinhas a cada dia mais curiosas...
Não pensem no que faziam, não fiquem ansiosas pelo que irão fazer; somente vivam o agora com todo seu coração.
Isso é ser mãe, isso é entender seu lugar, seu momento.
Isso faz de nós o que somos. 
Mulheres.




Um abraço  para as meninas que diariamente conversam comigo. Um carinho a você que está passando aqui pela primeira vez. Fique à vontade! 

Bom estar de volta!

Dani Santos